GMIDIA.COM
Confira Nossas Ofertas
publicidade

Lixo limpo, planeta vivo

A separação adequada de resíduos ainda é o maior desafio ambiental para o reaproveitamento de materiais


Lixo limpo, planeta vivo Você sabe exatamente o que acontece com lixo depois que ele sai da sua casa? Ele é um dos maiores problemas ambientais no Brasil, uma vez que apenas uma pequena parte é destinada para iniciativas de reciclagem. O último Relatório anual da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe) mostrou que em 2017 a geração de resíduos sólidos urbanos (RSU) foi de 78,4 milhões de toneladas. São cerca de um quilo por dia por pessoa. Imagine, só você, são 365 quilos por ano ou mais, dependendo de seus hábitos de consumo.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos planejou acabar com os lixões até 2014 no Brasil, o que não aconteceu devido à carência de incentivo público, privado e também da falta de colaboração dos cidadãos na separação do lixo doméstico. Em Garopaba, a empresa responsável pela coleta, a Resamb, recolhe diariamente 50 toneladas de resíduos na baixa temporada e até 120 toneladas nos meses de verão.
NOMEEm Imbituba não é diferente: o caminhão de lixo comum da Serrana Engenharia chega a tirar das ruas 1.000 toneladas por mês no inverno e uma média de 1.450 no verão.

Renda que vem do lixo
Hoje, a Resamb mantém a separação manual dos resíduos na sede, que fica na região da Limpa, no Campo D’una. Cerca de 70 pessoas tiram seu sustento a partir da venda do material reciclável recolhido. Tarefa nada fácil, que poderia ser mais valorizada pela população por meio da separação do lixo dentro de casa.



NOMEO material é recolhido pelo caminhão junto, mas não é compactado ou misturado. Chega na empresa como foi descartado, passa por uma esteira onde os materiais mais úteis são separados: plástico, papel, vidro, ferro, alumínio. “Hoje, conseguimos reciclar 32% do material que chega aqui. Iniciamos com 12%. O restante é destinado ao aterro sanitário de Biguaçu”, explica o proprietário, Joaquim da Silva Pacheco. Ele argumenta que o trabalho é pouco lucrativo, uma vez que o serviço contratado pelas administrações municipais é apenas de coleta. “A destinação deste lixo é responsabilidade nossa e não recebemos qualquer incentivo público ou privado para fazer de uma forma ecológica. Hoje, pagamos mais impostos do que uma grande loja de roupas, por exemplo – que gera ainda mais lixo.”

Até 2012, a Resamb mantinha um pátio de compostagem para o lixo orgânico doméstico no Ambrósio, iniciativa modelo no Brasil. Mas o sonho foi desfeito quando o proprietário das terras não renovou o contrato para o aluguel do espaço. Agora, a empresa trabalha para criar novamente o projeto na sede própria.
Em Imbituba, fique ligado nos horários!

Os resíduos sólidos que são coletados pela Serrana não passam por qualquer tipo de separação, destinando-se ao aterro sanitário de Pescaria Brava. Por isso, em Imbituba, além de separar o lixo, é imprescindível que o cidadão coloque o material “seco” para a coleta somente nos dias do Caminhão Seletivo. A Usina de reciclagem do município fica no bairro Vila Nova Alvorada. “A separação é fundamental para a conservação do meio ambiente e da nossa saúde, sem contar que o reaproveitamento gera emprego e renda através da venda do material reciclado”, defende o Supervisor de Coleta, Varlei Faust.

É hora de agir
Trabalhadores como o Tauano da Silva Farias, que lidam diariamente na separação dos resíduos da população de Garopaba hoje veem o lixo de maneira diferente. “Retornar ele para o processo é uma forma de não acabar com a natureza. Imagina esse lixo todo nas ruas? É daqui que vem o nosso sustento.” O pessoal da Resamb faz lá o trabalho que a população pode fazer em casa, separando os resíduos sólidos dos orgânicos sem muito esforço. “Isso ia melhorar muito para o pessoal da esteira, ia ser mais rápido e podíamos aproveitar bem mais materiais”, defende o Marcio José Severino, que trabalha há 15 anos na Resamb.

Jogue limpo!
Em Ibiraquera, a coleta de resíduos sólidos secos tem hora marcada e uma rota, passando nas ruas principais. O Projeto Jogue Limpo, do núcleo ACIM Praia do Rosa, trabalha intensamente na conscientização da população para a separação do lixo, além de reforçar junto à Prefeitura a necessidade da coleta diária, inclusive de maneira seletiva. “É importante que as pessoas assumam a responsabilidade pelo seu lixo, tenham suas lixeiras próprias e consultem a viabilidade da passagem do caminhão de coleta na sua residência. Muitas casas foram construídas em locais onde o serviço não chega, gerando muitos transtornos ”, lembra a gestora do núcleo, Márcia Camello. “Também é essencial que as pessoas observem o dia da coleta para colocar o seu lixo, evitando que os cachorros espalhem e facilitando o trabalho de quem atua na separação”, encerra.

NOMEColeta Seletiva Serrana Engenharia Imbituba
Araçatuba, Ibiraquera e Praia do Rosa – quintas-feiras
Barra de Ibiraquera – segundas-feira.
Outros serviços: Fone 0800-6451205

Coleta Resamb Garopaba
Ressacada, Aldeia, Campo D’una, Ouvidor/Ibiraquera, Limpa, Encantada – segundas, quartas e sextas-feiras.
Demais localidades, consultar no site resamb.eco.br.
Serviço de coleta de orgânicos e óleo de cozinha em restaurantes e pousadas - contatar pelo fone 3354.9119.

Fotos: Glaucia Rosa Damazio



Glaucia Rosa Damazio       05/03/2019 As 09:57:53


Fotos da notícia Lixo limpo, planeta vivo

publicidade

Academia da Lagoa


Academia da Lagoa

Horário: Seg a Sex - 7:00 às 22hs - Sábado - 8:00 às 11:00hs Planos: M...


INNOVATIO SUSTINERI - DECOR CONCEPT


INNOVATIO SUSTINERI - DECOR CONCEPT

Somos uma loja para clientes, arquitetos e profissionais interessados em de...

Cobertura de eventos

Ferraz x Vera CruzFerraz x Vera Cruz

Fotos da Região

Fotos de Cultura Cultura

Lazer & Entretenimento

Porto Jerivá - Escola de Windsurf Porto Jerivá - Escola de Windsurf




Central de Vendas: contato@garopabamidia.com.br - Garopaba - SC - Brasil


Desenvolvido por :GaropabaMídia
Copyright 2000-2015 GaropabaMidia.com.br - Todos direitos reservados